06
Outubr

Como a estabilidade das empilhadeiras é garantida?

A NR-11 é responsável por definir a regulamentação da movimentação e armazenagem de produtos em estoque. O processo de condução de empilhadeiras é uma das primeiras medidas a ser destacada como método de segurança. Indica-se que operadores estejam com as mãos secas e limpas, além de protegidos com EPIs quando forem pilotar, para gerar mais segurança. Mas, será que só isso é capaz de garantir a estabilidade das empilhadeiras? Neste artigo, trouxemos alguns termos importantes que facilitam a compreensão da atividade desses maquinários. Amplie seu conhecimento sobre o assunto!

O que realmente garante a estabilidade das empilhadeiras?

Operar empilhadeiras é bem diferente de dirigir um carro. Elas são máquinas que dependem de um carregamento e mãos firmes para manterem a aderência correta ao solo. Por isso, compreender a física das empilhadeiras é fundamental para se definir como um operador bem treinado.

Vale lembrar que uma empilhadeira descarregada tende a ficar desequilibrada. Afinal, a carga é incumbida de transferir equilíbrio da frente para trás, concedendo possibilidade de trabalho à empilhadeira.

Abaixo, separamos 4 termos que contribuem para a melhor compreensão da estabilidade das empilhadeiras e a explicação sobre eles. Veja quais são.

estabilidade das empilhadeiras com carga

1- Fulcro

O fulcro trata-se do ponto de apoio, ou pivô, onde dois pesos se encontram e, portanto, se equilibram.

Um bom exemplo para entendê-lo melhor é pensar em uma gangorra. Quando ela está equilibrada, o peso fica suportado pelo ponto de apoio. Este é o fulcro.

No caso das empilhadeiras, o equilíbrio da carga ocorre na parte da frente e o da máquina na parte traseira. O fulcro, que gera a estabilidade das empilhadeiras, está posicionado nas rodas dianteiras.

2- Centro de gravidade

Diferente do que ocorre no fulcro, onde os pesos se encontram, o centro de gravidade equilibra um objeto em todas as direções.

Empilhadeiras descarregadas e imóveis apresentam centro de gravidade fixo. No entanto, este pode locomovido quando trabalho é iniciado. Pode ir para frente ou para trás, de acordo com que a torre é inclinada para cima ou para baixo.

3- Centro de gravidade combinado

quando uma carga é adicionada à empilhadeira, o centro de gravidade recebe outra classificação: centro de gravidade combinado. É o único ponto de força máxima voltado para baixo. Se move para todos os lados na medida em que a carga é elevada ou conduzida para baixo.

estabilidade das empilhadeiras no estoque

4- Triângulo de estabilidade

O triângulo de estabilidade é o último termo que vamos falar neste artigo. É composto por duas linhas que vão do eixo frontal das empilhadeiras até o eixo de direção.

Caso o centro de estabilidade combinado, que conduz todas as forças voltadas para baixo, esteja dentro do triângulo, a empilhadeira se manterá estável. Mas se for movido para fora do triângulo, a máquina fica instável e tem chances de tombar. Os operadores devem ficar atentos a isso para assegurar a integridade física.

Compre ou alugue empilhadeiras com a SIMAQ!

Entendeu o que garante a estabilidade das empilhadeiras e procura por um produto moderno? Nós temos a solução! Trabalhos com venda e aluguel de empilhadeiras com alta tecnologia há mais de 30 anos. Entre em contato com a nossa equipe!

Gostou do artigo? Continue lendo sobre temas semelhantes a este em nosso blog. Confira:

Fechar
× Orçamento via Whatsapp