01
Agost

Automatizar o processo de picking melhora a agilidade?

Entender e valorizar o processo de picking é essencial para melhor o rendimento do armazém. Desde o recebimento, passando pela estocagem e, por fim, o envio de materiais. Todas essas etapas demandam um processo e planejamento logístico como todo segmento comercial. Descubra, neste artigo, as dicas úteis de como automatizar o processo de picking para gerar rentabilidade e um bom fluxo interno.

Você sabe o que é processo de picking?

Homem verifica o processo de picking no estoque

Processo de picking é o ato de coletar as encomendas do armazém da empresa. É o momento que prepara e separa os pedidos para envio. Cada item passa pela leitura e a quantidade solicitada pelo cliente é separada. Nesse momento, a tecnologia pode ou não fazer parte do serviço. Os erros mais comuns são: entregas fora do prazo ou produto errado sendo enviado. Para gerir melhor o processo, este artigo separou métodos eficientes. Continue a leitura!

Recursos

Para ter um processo de picking eficiente, é necessário a presença de equipamentos, materiais, processos internos, tecnologia, sistemas e, claro, mão de obra. Sem isso, não é possível entregar um trabalho ágil e assertivo. Uma empresa que oferece serviços terceirizados de armazenagem, ou até mesmo o espaço dedicado para estoque dentro de uma empresa, deve fortalecer e investir no processo de picking.

Tipos

Os principais tipos são:

  • picking por zona/área: os produtos ficam dispostos em áreas já determinadas, formando uma linha de produção. São áreas específicas para cada tipo de trabalho a ser realizado com cada item;
  • picking por pedido ou discreto: é um processo simples e é a coleta individual de cada item. É ideal para empresas com pequeno número de pedidos;
  • picking por lote: múltiplos itens são reunidos em lotes pequenos e deslocados assim. Reduz o tempo de movimentação, mas aumenta a probabilidade de erros – por isso é necessário muito cuidado;
  • picking por onda: é a mistura de zona com lote. As zonas são coletadas e depois separadas por pedidos.

Como automatizar?

Dois homens estão trabalhando no estoque devido ao processo de picking automatizado

Posicionamento de produtos

A localização de cada item deve ser embasada de acordo com o giro de cada um. Isso quer dizer que os itens com mais fluxo de carga e descarga devem ter um acesso mais facilitado. Reduzir a distância percorrida entre operador e carga facilita o processo de picking.

Processos

Processos internos facilitam muitas etapas do processo de picking. Inclusive, adotar uma ferramenta que valorize a integração de operações também é importante. Isso ajuda a destacar informações em tempo real, faz o levantamento de inventário e gerencia corretamente os riscos.

Endereçamento

O endereçamento logístico de armazém divide corredores, colunas e até níveis. Nestes, os materiais são depositados e identificados. Existe a possibilidade de classificar os produtos de acordo com giro e outras questões. Com o endereçamento identificado, diminui o tempo de operação da movimentação e facilita a entrega/saída.

Documentos

Reduzir a necessidade de tantos documentos físicos pode colaborar no processo de picking. Por exemplo, por meio da tecnologia, leitores de código de barras e até QR Code facilitam o trabalho. Isso ajuda a identificar, separar e diminuir erros em cima de cada produto.

Equipamentos de alta qualidade

Para melhorar mais ainda o processo de picking, conte com os serviços abaixo:

Todos esses serviços você encontra na Simaq. Entre em contato e veja como podemos lhe ajudar!

Nos siga em
× Chamar no WhatsApp!